As Mulheres mais Poderosas do Mundo em 2021

Por Selenita O Poder da Mulher - Laila Fidelli em 31/12/2021
As Mulheres mais Poderosas do Mundo em 2021

Em 2021, o poder feminino no mundo foi um pouco diferente do que era há apenas um ou dois anos: as mulheres ganharam terreno nos altos escalões das empresas, seja em nível governamental e não governamental. A revista Forbes, anualmente, reúne uma lista com as 100 mulheres mais poderosas do mundo, e nesse 18ª anuário feminino constam: 40 CEOs, o maior número desde 2015, que juntas lidaram com um recorde de US $ 3,3 trilhões em receitas.

 

Esse ano, a escolhida como número 1 da lista das mulheres mais poderosas do mundo é a MacKenzie Scott, terceira mulher mais rica do mundo, e sua determinação de usar esse dinheiro de forma significativa e revolucionária. Adiou seu sonho de ser escritora para dedicar-se, junto com o marido, na fundação da Amazon. Atualmente, é considerada uma das maiores influenciadoras do mundo, doou US$ 8,6 bilhões de sua fortuna a organizações que defendem causas como a igualdade de gênero, a justiça racial, a saúde pública e muitas outras.

 

A segunda posição é da vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, mulher de uma trajetória repleta de conquistas. Filha de mãe indiana e pai jamaicano, Kamala foi a primeira negra procuradora na história do estado da Califórnia. Em 2010, mais um feito inédito: Kamala se tornou a primeira mulher a ser eleita para a Procuradoria-Geral da Califórnia. Como procuradora, Kamala iniciou um programa que usava a educação e a reinserção no mercado de trabalho como uma política pública para reduzir a reincidência em crimes de menor potencial ofensivo de réus primários e criou uma Unidade de Crimes de Ódio, que investigava delitos cometidos contra crianças e adolescentes da comunidade LGBTQIA+. Já em 2016, foi eleita para o Senado norte americano, tornando-se a primeira mulher com ascendência asiática – e segunda negra – a se tornar senadora nos 240 anos da história da democracia americana. Kamala foi escolhida, entre 12 mulheres, como a vice de Joe Biden, na chapa que venceu uma das disputas mais acirradas da história das eleições americanas, em 2020.

 

Aqui no blog Selenita, o destaque especial vai para a 9ª.  da lista, a presidenta de Taiwan, Tsai Ing-wen, líder mundial em destaque contra a covid-19. Eleita em 2016, e reeleita em 2020 , primeira mulher líder e com mais de 57% do voto popular. Ela é uma mulher independente, não é casada e não tem filhos biológicos, seus filhos peludos, 2 lindos gatinhos, participaram de sua campanha política focada na reforma do sistema educacional e saúde. Uma das promessa de sua plataforma, já cumprida, foi a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Sua vitória foi vista como uma repreensão aos esforços de Pequim em controlar a ilha. A 180 quilômetros da China, Taiwan é considerado “território sagrado” do governo central de Xi Jinping. Porém, a ilhota tem autonomia administrativa, a 70 anos e vem lutando, contra a mão forte do ditador chinês, que sonha em reunificar os governos.

Assim que a Organização Mundial de Saúde emitiu o alerta da pandemia, Tsai agiu rapidamente, criou um centro de controle, tomou medidas para rastrear as infecções, ampliou a produção de EPIs (equipamentos de proteção individual) e tornou o uso de máscaras obrigatório. Os números de casos e mortes devido à Covid-19 permanecem entre os mais baixos do mundo, entre seus 24 milhões de habitantes, com um total de menos de 17 mil infeções e 848 óbitos. Não só evitou o desastre, como exporta ajuda a outras nações.

A pandemia Covid-19 iniciou-se em 2020 e se arrastou por todo o ano de 2021, matando mais de 5 milhões de pessoas pelo mundo, independente de raça ou classe social. O que aprendemos durante esse triste período? Muitas foram as lições, entre elas a igualdade entre as raças, porque não importa sua cor ou seu status social, o vírus vem e te devora, sem olhar tua cor, sexo ou verificar sua conta bancária.

O mundo está em fase de reconstrução, em todos os aspectos. Que novos ventos soprem pelo mundo, com o doce frescor, a leveza  da força feminina que luta desde primórdios por um lugar de justo destaque dentro de toda sua competência e bom ânimo nas lutas incansáveis da humanidade.

Feliz 2022 

Comentários

  • Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Aguarde..